19 março , 2018

Com 91% de sua área já colhida, Mato Grosso lidera o ritmo dos trabalhos de colheita entre os estados

A colheita da safra 2017/18 de soja chegou na quinta-feira (15/03) a 58% da área estimada para o Brasil, de acordo com levantamento semanal da AgRural. O número representa avanço de dez pontos sobre os 48% de uma semana atrás e vantagem de três pontos sobre os 55% da média de cinco anos. Ainda há, entretanto, um pequeno atraso de quatro pontos na comparação com os 62% do ano passado.

Colheita de soja

Com 91% de sua área já colhida, Mato Grosso lidera o ritmo dos trabalhos entre os estados. Em seguida aparecem Mato Grosso Sul, que saltou de 69% para 86% em uma semana, e Goiás, onde 81% da área está colhida. No Paraná, os trabalhos ganharam fôlego no norte, levando a área colhida do estado a 69% e praticamente eliminando o atraso em relação ao ano passado. No resto do país, a colheita chegou a 2% no Rio Grande do Sul, 18% em Santa Catarina, 72% em São Paulo, 56% em Minas Gerais, 15% na Bahia, 25% no Tocantins, 20% no Maranhão, Piauí e Pará, e 90% em Rondônia.

Chuva sobre as regiões produtoras de soja

No “Matopiba” (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), região onde tem chovido acima da média e que tem previsão de novos volumes na segunda quinzena de março, os produtores estão colhendo no intervalo das chuvas, mesmo com umidade alta. Até o momento, contudo, não há relatos de perdas de qualidade.

No outro extremo do Brasil, as chuvas desta semana chegaram na hora certa para as áreas mais tardias do Rio Grande do Sul, que ainda precisam de umidade para terminar o enchimento de grãos. No noroeste gaúcho, a colheita ainda é pontual, mas deve começar a andar mais rápido a partir da semana que vem.

 

Fonte: AgroLink

Voltar
Top