23 maio , 2014

Vigente na Lei 12.389/11, de autoria do deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS) e publicada no Diário Oficial da União em 4 de março de 2011, a data tem como objetivo conscientizar o produtor rural acerca da importância da calagem na agricultura. O processo de aplicação do calcário dolomítico na lavoura corrige o solo elevando a sua fertilidade e produtividade, evitando, assim, o desmatamento de novas áreas.

De acordo com Jeremias Demito, diretor do Grupo J. Demito – maior produtor de calcário dolomítico do norte e nordeste do país, o uso do calcário no solo tem tomado grandes proporções desde a criação da data, há 3 anos. “Neste período inclusive criamos uma nova indústria no Grupo para abranger novas regiões e suprir a demanda crescente”, diz Demito. Para Fernando Carlos Becker, diretor executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Calcário Agrícola (Abracal), o Dia Nacional do Calcário foi uma importante decisão à frente da constante luta da Associação em prol da erradicação do desmatamento. Segundo Becker, em 2013 foram comercializados 32,2 milhões de toneladas de calcário no Brasil, um importante marco para o país.

O dia 24 de maio, escolhido para acolher o Dia Nacional do Calcário Agrícola, é uma homenagem à data de aniversário de Fernando Carlos Becker, relevante nome na luta pela conscientização da calagem e dos direitos dos produtores de calcário.

Voltar
Top