30 maio , 2016

Trigo e milho foram os principais produtos responsáveis pelo aumento da estimativa

O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) elevou em 10 milhões de toneladas sua estimativa para a produção de grãos na safra 2016/2017, para 2,015 bilhões de toneladas. O aumento é resultado da perspectiva de maior produção de trigo na União Europeia, Rússia e Estados Unidos, assim como avanço no milho nos EUA e na Argentina.

Se a projeção for confirmada, a temporada 2016/2017 produzirá asegunda maior safra de grãos da história, apenas atrás da temporada 2014/2015, que foi de 2,046 bilhões de toneladas, afirmou o IGC.

A estimativa para a produção de trigo foi elevada em 5 milhões de toneladas, para 722 milhões de toneladas. Já para o milho, a projeção subiu outros 5 milhões de toneladas, para 1,003 bilhão de toneladas.

Em face do aumento, o IGC espera que os estoques globais de grãos subam de 468 milhões de toneladas ao fim da atual temporada 2015/2016 para 474 milhões ao fim de 2016/2017. A participação da China no volume estocado pode superar 40%, estima o Conselho.

Para 2015/2016, o IGC reduziu sua estimativa de produção de soja em 5 milhões de toneladas, para 314 milhões de toneladas, equivalente a um corte de 2% ante a produção da safra anterior. O corte foi motivado por condições climáticas desfavoráveis na América do Sul.

Numa “projeção otimista” para a soja em 2016/2017, o IGC estima que a produção pode atingir 320 milhões de toneladas. No entanto, a queda da produção no ciclo atual e o avanço da demanda devem pressionar os estoques, o que fez com que o IGC reduzisse em 3 milhões a projeção de estoque final na próxima temporada, para 29 milhões de toneladas.

Fonte: Revista Globo Rural

Voltar
Top