20 julho , 2012

Com a estrutura montada e equipe devidamente preparada, a Minerax, mineradora localizada em Xambioá (TO), iniciou suas atividades de extração e expedição, gerando cerca de 200 empregos, sendo que 50 colaboradores trabalham de forma direta na produção e 150 de forma indireta, cooperando com o desenvolvimento da região .

Projetada seguindo os bons exemplos das empresas Caltins e Natical, a mineradora possui maquinário de ponta e de alta tecnologia, e já é considerada uma das mais modernas indústrias da região e do país.

A jazida, parcialmente pesquisada, já contempla reserva de 18 milhões de toneladas, podendo atingir até 40 milhões de toneladas. A Minerax tem capacidade de produção de 500 mil toneladas por ano, e entre seus potenciais estão o cimento, o calcário corretivo e a brita siderúrgica.

Sua ótima localização é outro ponto que chama atenção. A Minerax está próxima dos polos siderúrgicos de Açailândia (MA) e Marabá (PA), e dos polos agrícolas dos Estados do Tocantins, Maranhão, Piauí e Pará. “Fomos muito beneficiados com a descoberta desta jazida em Xambioá (TO), que está a apenas vinte quilômetros da balsa do Rio Araguaia, o que facilita o escoamento da nossa produção para o Estado do Pará”, declara Francisco Hendges, sócio do Grupo J. Demito e responsável pela implantação da mineradora.

A Minerax segue o ideal do Grupo J. Demito e seus gestores mantêm hábitos e práticas sustentáveis, considerando a importância do bem-estar de seus colaboradores. O refeitório, por exemplo, tem total isolamento térmico no telhado, e assim mantém a temperatura do ambiente amena, oferecendo mais conforto aos seus colaboradores e visitantes. Além disso, o Projeto Semente do Futuro – iniciativa do Grupo em prol da sustentabilidade – já está em desenvolvimento na empresa, com o trabalho de coleta seletiva e tratamento de água.

Voltar
Top