22 novembro , 2016

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa termina no dia 30 de novembro, e, os produtores que ainda não vacinaram o rebanho de bovinos e bubalinos devem ficar atentos ao prazo. A campanha teve início no dia 1º deste mês, e a expectativa da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) é vacinar cerca de quatro milhões de bovídeos entre 0 e 24 meses de idade.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo disse que a vacinação é fundamental para economia do Tocantins. “Temos um rebanho com mais de 8,5 milhões de cabeças de bovídeos que fomenta a nossa economia, e a febre aftosa é uma doença que leva a embargo econômico, por isso, é fundamental que os produtores rurais estejam atentos para não perderem o prazo da vacinação que encerará no dia 30 de novembro,” ressaltou o presidente.

Após a compra da vacina, o produtor tem o prazo de 10 dias para declarar o ato em qualquer uma das unidades da Adapec, munidos da nota fiscal e da Carta-Aviso, onde constam informações dos animais por sexo e faixa etária, inclusive de outras espécies. É importante destacar que mesmo os produtores que não possuem animais nesta faixa etária de até 24 meses devem procurar a Agência para atualização cadastral.

O responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, Márcio Rezende alerta que quem deixar de vacinar o rebanho poderá ser multado em R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada. Outra sanção esta relacionada ao bloqueio da ficha do produtor na Adapec, ficando este, impedido de movimentar os animais até que a situação seja regularizada, pois a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) está condicionada a comprovação da vacinação.

Fonte: Agrolink

Voltar
Top