16 março , 2018

Instabilidades seguem sobre as principais origens produtoras do Brasil. Nesta quinta-feira (15), por exemplo, o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) alerta para a ocorrência de tempestades em praticamente todo o estado de Mato Grosso do Sul, São Paulo e quase todo o Sul, além de altos acumulados em áreas da Bahia e Piauí. As chuvas também continuam sobre o Sul do país.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 78 horas (16/03 a 18/03) para todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (16/03 a 18/03) para todo o Brasil - Fonte: Inmet

Fonte: Inmet

Segundo o órgão, as tempestades em áreas de MT e SP devem durar até amanhã (16) com precipitações entre 20 e 60 milímetros por hora ou 100 milímetros no dia, além de ventos intensos (40-60 Km/h). Não está descartada a ocorrência de queda de granizo. No entanto, o risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos é baixo.

Veja o mapa das áreas com previsão de tempestades nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com previsão de tempestades nesta 5ª feira / MS e SP - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Leste Sul-Mato-Grossense, Campinas, Bauru/Araraquara/Piracicaba, Ribeirao Preto, Araçatuba/São José Do Rio Preto, Presidente Prudente/Marília/Assis, Sul E Sudoeste Sul-Mato-Grossense, Pantanal Sul-Mato-Grossense, Centro Norte Sul-Mato-Grossense

Veja o mapa das áreas com previsão de tempestades nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com previsão de tempestades nesta 5ª feira / MS e SP - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Leste Sul-Mato-Grossense, Campinas, Bauru/Araraquara/Piracicaba, Itapetininga, Sorocaba/Brangança Paulista, Vale Do Paraíba/Litoral Norte, Metropolitana De Sao Paulo, Litoral Sul/Baixada Santista/Vale Do Ribeira, Presidente Prudente/Marília/Assis, Sul E Sudoeste Sul-Mato-Grossense, Serra Da Mantiqueira

Já nos estados da BA e PI, as chuvas cairão em menores volumes, mas ainda com altos acumulados entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia, segundo divulgou em alerta o instituto. O risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco também é baixo. O aviso do Inmet para essas áreas vale até às 14h de hoje.

Veja o mapa das áreas com previsão de altos acumulados nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com previsão de altos acumulados nesta 5ª feira / BA e PI - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Sudoeste Piauiense, Chapada Diamantina, Norte Baiano, Sul Baiano, Oeste Baiano, Recôncavo Baiano, São Francisco Baiano, Sudoeste Baiano

Segundo mostra a mais recente atualização do satélite do Inmet, instabilidades também seguem sobre o Sul do país nesta quinta, com destaque para o Rio Grande do Sul. Também devem ocorrer tempestades sobre a região. A colheita da safra de grãos nos três estados do Sul costuma ser mais tardia do que no restante do país e ainda ocorre por lá.

De acordo com o produtor e engenheiro agronômo de Carazinho (RS), Paulo Vargas, já choveu mais de 50 mm somente nesta quinta-feira em cidades da região. “Essas precipitações são muito boas para as lavouras pois haviam muitos grãos verdes, que agora secarão e deixarão um stand mais homogêneo para colheita. As chuvas são fortes, mas ainda não foram registrados danos e não há ocorrência de granizo. Mas é preciso ficar atento”, disse.

Veja o mapa das áreas com previsão de tempestades nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com previsão de altos acumulados nesta 5ª feira / Sul - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Planalto Norte Catarinense, Campanha, Metropolitana De Curitiba, Oeste Catarinense, Vale Do Itajai, Grande Florianópolis, Planalto Sul Catarinense, Litoral Sul Catarinense, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Encosta Inferior Do Nordeste, Encosta Superior Do Nordeste, Campos De Cima Da Serra, Planalto Médio, Missões, Alto Uruguai, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Litoral Gaúcho, Meio-Oeste Catarinense, Litoral Norte Catarinense

“O retorno das chuvas ao Sul do Brasil estará elevando os níveis de umidade do solo, garantindo assim, melhores condições ao desenvolvimento das lavouras. A tendência é que a segunda quinzena de março venha a ser marcada por chuvas regulares e em bons volumes em toda metade sul do País”, informou a Climatempo. Produtores devem estar atentos às previsões específicas de suas lavouras.

Enquanto isso, no Centro-Oeste e Matopiba, a colheita da safra de verão já está praticamente finalizada. Porém, chuvas fortes neste momento podem impactar a logística. “Os trabalhos de campo, colheitas e tratos culturais serão prejudicados, mas nada que venha trazer grandes preocupações aos produtores, já que muitos deles finalizaram a colheita da soja e o plantio das lavouras de segunda safra”, noticiou a empresa meteorológica.

Veja imagem de sátelite do Inmet para todo o Brasil:

Satélite 15/03 - Inmet

Chuva na cidade de Carazinho (RS) - Foto: Paulo Vargas
Chuva na cidade de Carazinho (RS) – Foto: Paulo Vargas​

Chuva na cidade de Carazinho (RS) - Foto: Paulo Vargas
Chuva na cidade de Carazinho (RS) – Foto: Paulo Vargas​

Colheita de soja em Maracaju (MS). Envio do técnico agrícola da Aprosoja MS, Rafael de Souza Martins
Colheita de soja em Maracaju (MS). Envio do técnico agrícola da Aprosoja MS, Rafael de Souza Martins

Final da colheita soja 2017/2018 em Taquarituba (SP). Envio de Mário Garbeloto
Final da colheita soja 2017/2018 em Taquarituba (SP). Envio de Mário Garbeloto

 

 

Fonte: Notícias Agrícolas

Voltar
Top